quinta-feira, 20 de maio de 2010

Desejos de uma noite de inverno

Revestida da alma poética, surge em mim uma vontade de compartilhar.
Emoções só são válidas quando compartilhadas e vivenciadas (independentemente de ‘por quem’).
Antes mesmo de iniciar discursos, penso em ser breve, em não cometer exageros, em não ofender, em não usar. Penso em um início, em um meio e num possível fim.
Penso em como será a reação, penso em como me sentirei depois.
Penso em tanto e é incrível como não uso nada.
Chega a surpreender o modo como as palavras me usam com tanta facilidade. Elas tomam-me pra si, elas manifestam-se, independentes de qualquer planejamento antecipado, de qualquer plano, de qualquer meta.
Elas vão, simplesmente vão.
Escapam-me, encontram-se, formam-se.
Muitas vezes, nem parece real.
Acho interessante a beleza breve das pausas e reticências...
Quero um mundo novo, que saia do papel, ganhe vida, corpo, mente e alma.
Quero uma realidade nova, que ultrapasse o que quer que seja, pra alcançar a infindável felicidade de quem nunca se põe.
Quero um Sol que não seja eterno, mas traga consigo a sutileza da possibilidade de não mais voltar.
Quero luar que nem sempre derrame prata, que nem sempre encharque o ar de poesia amargurada, sofrida e perfeitamente inundada de amor.
Quero uma natureza menos perfeita, uma realidade menos comunicativa. Quero coisas mais difíceis, mais feias.
Quero que o homem dê o valor devido ao que é seu (e ao que já foi e ao que ainda será).
Quero a beleza das poças d’água, que refletem não com perfeição, mas com movimento.
Quero vidas que se cruzem menos, quero caminhos pelos quais seja mais fácil perder-se.
Quero complicação, quero bagunça, quero sonho e quero VIDA!
Quero avidamente que tudo se transforme pra pior.
Quem sabe assim, o homem transforme seu fim [em um novo começo]...


{Jéssyca Carvalho (J. Cândida)}

6 comentários:

Fouad Talal disse...

leia os estatutos do homem do thiago de mello!
vai gostar... tudo a ver com seu texto!

Um beijo!

Jéssyca Carvalho disse...

Verdade, Fouad!
Li e adorei!
Obrigada pela dica!
Beijo!

contagotas disse...

Jéssyca, você se excedeu, está lindo seu texto.
Adorei a forma como as palavras lhe escaparam, se encontraram, se formaram em frases consistentes, adultas e sábias.
Nem parece real!

Beijos

Bia Carvalho disse...

viver é melhor que sonhar, ♫

adorei.
simples e direto.
tem toda aquela coisa de ser veridico, de ser, apenas ser.

paz.

Bia Carvalho disse...

tem até um selo pra você no meu blog.

Jéssyca Carvalho disse...

contagotas, Bia, queridos...
Muito, muito obrigada pelas palavras!
É um prazer imenso ter voc~es por aqui!

Beijos!

ps: Bia, obrigadinha pelo selo. Amei!

Postar um comentário

Mostre-se!