domingo, 23 de janeiro de 2011

Caminhando


Caminhando cada vez mais pra dentro de si mesma, ela não tinha outra saída senão continuar. "Em frente, sempre!" Essa sempre fora sua meta e ela não costumava abandonar metas pelo caminho...
E seguia...
Rumo ao desconhecido que era a si mesma.
O que será que encontraria no fim? Será que haveria mesmo um fim? Qual era o tamanho de sua própria alma?
São só questionamentos, são só vontades.
E ela segue, com muita vontade de responder àquilo tudo.
Será que vai ser possível?

2 comentários:

MOISÉS POETA disse...

Essa é a mais misteriosa das viagens ...!

beijo !

Frajola disse...

Talvez ela ache respostas, mas dapi virão mais perguntas e questionamentos...e é assim que funciona, teria graça se todo mistério fosse descoberto tão cedo? Não teria...=P
Bela imagem e texto! ^^

Postar um comentário

Mostre-se!