quarta-feira, 30 de março de 2011

Sobre as circunstâncias da vida

segunda-feira, 28 de março de 2011

Receita


                                Quero um pouquinho de aurora,
um cheirinho de agora
e uma garrafa.

Misturando as poções,
tão mágicas quanto o crepúsculo da terra natal,
encontro previsões de um futuro melhor.

Na garrafa, aprisiono tudo,
pra usar numa tarde qualquer,
quando quiser, realmente, lembrar
o que é felicidade.

Estrelas cotidianas


Sou estrela.
Estrela cadente, realizando sonhos mil.
Estrela do rádio, eternizada em vinil.

Sou estrela.
Estrela que "vira" a criança.
Estrela, no céu, é sinal de esperança.

Sou estrela.
Estrela que faz luz.
Estrela-guia ainda conduz.

Sou estrela.
Olhe! Também és...

domingo, 27 de março de 2011

O valor do efêmero

sábado, 26 de março de 2011

Surpreendente vida

sexta-feira, 25 de março de 2011

Que o mar possa transformar...

Essa coisa de crescer...

Acerca da poesia

Sinto esvair-se de mim, por todos os vãos, a poesia que está contida. Entristeço-me.

Paro, por um instante, pra sentir a sensação.

Percebo, então, que é justo.
A poesia usa-me apenas como meio.
Faz-se, sai, e deixa-me, vazia novamente.
Mas diferente.
Afinal, com ela, um pouco mais aprendi...

E é bom!
É bom estar assim, cheia de vazio.
Vazio de palavras...