sexta-feira, 25 de março de 2011

Acerca da poesia

Sinto esvair-se de mim, por todos os vãos, a poesia que está contida. Entristeço-me.

Paro, por um instante, pra sentir a sensação.

Percebo, então, que é justo.
A poesia usa-me apenas como meio.
Faz-se, sai, e deixa-me, vazia novamente.
Mas diferente.
Afinal, com ela, um pouco mais aprendi...

E é bom!
É bom estar assim, cheia de vazio.
Vazio de palavras...

0 comentários:

Postar um comentário

Mostre-se!